10 fatos interessantes sobre o hormônio do crescimento!

U Fabíola Cunha    t 15 de maio de 2017


O hormônio do crescimento, conhecido pela sigla em inglês HGH, é fabricado pelo nosso corpo e está diretamente ligado com a manutenção de peso e tecidos musculares. Confira abaixo 10 fatos sobre o HGH:

Ele tem origem na cabeça

hgh

O hormônio do crescimento humano (em inglês HGH) tem a produção regulada pela glândula pituitária anterior, uma estrutura do tamanho de uma ervilha na base do cérebro. Homens adultos saudáveis devem ter algo entre 1 e 9 nanogramas por mililitro de HGH em seu sangue.

O sono e o HGH

hgh

O HGH é liberado em maior quantidade, várias vezes, durante o sono, na fase conhecida como REM (rapid eye movement, ou fase de movimentos rápidos dos olhos). Quando se diz que, para ganhar musculatura e emagrecer, é preciso dormir bem, a ideia é deixar que o corpo faça uma série de processos, incluindo esse. Durante o jejum e após exercícios físicos, a liberação é em menor intensidade.

Confira também nossa matéria sobre o tempo que leva para musculação fazer efeito.

Primeiras fontes

hgh

Nos anos 60 do século 20, cientistas começaram a usar HGH para tratar crianças com desordens de crescimento causadas por irregularidades na glândula pituitária. A fonte de HGH naquela época eram pessoas já mortas. Apenas nos anos 80 foi desenvolvida uma versão sintética do hormônio.

Efeitos colaterais do hormônio do crescimento

Um efeito colateral especialmente trágico derivado do uso de HGH a partir de pessoas já falecidas era a Síndrome de Creutzfeldt-Jakob, uma doença que surge a partir da proteína prion, que causa degeneração cerebral e é fatal em todos os casos.

Não confunda

hgh

HGH não é testosterona. A testosterona é um hormônio esteróide que, quando tomado via oral, aplicada em forma de gel ou injetada, acentua características masculinas. HGH é uma proteína que ativa um receptor que diz às células para iniciar o crescimento.

Níveis variam durante a vida

hgh

Os níveis de HGH ficam bem altos na puberdade, começam a cair a partir dos 20 anos e caem de forma vertiginosa a partir dos 30 anos e até a morte. Conhecida como somatopausa ou crise da meia-idade, mais comumente, essa queda pode resultar em aumento de peso, perda de massa óssea, aumento do colesterol e diminuição da libido.

Acromegalia

Níveis muito altos de HGH no corpo podem causar acromegalia – uma condição que causa crescimento acelerado de tecidos conectivos e ossos faciais. Áreas afetadas mais comumente são a testa, maxilar, mãos e pés.

Estudos

hgh

O proprietário do time Dallas Mavericks, Mark Cuban, ofereceu US$800 mil por um estudo exploratório na Universidade do Michigan para examinar a eficácia do HGH na recuperação de musculatura após cirurgias de recuperação de tendões e ligamentos. O estudo deve ser concluído neste ano.

Uso irregular

Uma pesquisa de 2013 feita com 3.705 estudantes adolescentes mostrou que 11% já usaram HGH sintético pelo menos uma vez – mais que o dobro do que o relatado em pesquisas anteriores. Dos entrevistados, 9% de garotas e 12% de garotos disseram usar HGH. O uso de maconha e medicamentos com receita manteve-se em níveis parecidos aos de pesquisas anteriores.

Maior, não mais forte

hgh

Pesquisadores da Califórnia deram a um grupo de atletas (a maior parte homens) injeções de HGH por 20 dias. Outros participantes no estudo receberam um placebo. Depois de 20 dias, os que receberam HGH ganharam perto de 2,5kg de massa comparados aos que receberam o placebo. Porém, ganhos de força e resistência não foram conclusivos. Além disso, os atletas que usaram o HGH sofreram mais com retenção de líquido e fadiga.

Gostou das curiosidades? Não deixe de conferir nossa matéria e saiba tudo o que precisa sobre o hormônio hgh!


Deixe uma resposta