Amaranto: o grão rico em proteínas

U Marcos A.    t 22 de agosto de 2015


O amaranto ainda não é muito consumido aqui pelo Brasil, mas com a nova onda de alimentação saudável é fácil encontrar esse grão em lojas de produtos naturais em qualquer parte do país. Ele é rico em ferro, fibras, cálcio, fósforo, magnésio e em apenas 45 g temos 6,1 g de proteínas.

Composição do amaranto

É um grão de elevado valor biológico por ter uma série de bons nutrientes que são facilmente absorvidos pelo organismo. É bastante indicado para quem pratica atividades físicas, idosos e vegetarianos. Uma substância que merece destaque aqui é o cálcio. Ele é abundante no amaranto e possui elevado grau de absorção.

Amaranto: o grão rico em proteínas

Porém, ele ainda não consegue substituir o leite. Em apenas uma xícara de leite integral temos 290 mg, enquanto que em 45 g de amaranto ou 3 colheres de sopa (a quantidade recomendada por dia) temos somente 72 mg. Além desses nutrientes temos:

  • vitamina C: 4,2%;
  • zinco: 18,4%;
  • fibras: 18,4%;
  • fósforo: 36%;
  • magnésio: 42,5%;
  • ferro: 24%;

Os benefícios do amaranto

Controle da Hipertensão Arterial (HAS)

O amaranto consegue inibir algumas enzimas responsáveis por elevar a pressão arterial. Quem sofre com essa doença crônica está mais propício a desenvolver um Acidente Vascular Cerebral, o infarto do miocárdio ou doença renal crônica.

Veja como o exercício físico pode ajudar a controlar a hipertensão arterial.

O amaranto ajuda a emagrecer

Amaranto: o grão rico em proteínas

Muitos já sabem o poder que as fibras têm quando se trata de controlar a fome. O amaranto tem um elevado teor de fibras que quando caem no sistema digestivo oferecem uma sensação de saciedade prologada. Isso acontece porque elas formam uma espécie de gel deixando o nosso estômago cheio por mais tempo. As fibras também ajudam a melhorar o intestino, principalmente em pessoas que sofrem com a prisão de ventre.

Saiba mais sobre a maca peruana e veja como ela ajuda na perda de peso.

O

amaranto ajuda na hipertrofia muscular

Uma pesquisa realizada com um grupo de 20 idosos que passaram 45 dias ingerindo o amaranto comprovou o ganho de massa muscular. Isso porque, como já visto acima, esse grão possui generosas porções de proteínas. Estas, são essenciais para a construção e crescimento dos músculos.

Descubra como conquistar a tão sonhada hipertrofia muscular.

Outros benefícios em estudo do amaranto

Amaranto: o grão rico em proteínas

O amaranto consegue agir como um tipo de agente preventivo do câncer. A lunasina, um peptídeo encontrado no amaranto impede o crescimento de um tumor que já está formado. Essa substância também já foi encontrada na soja, mas as pesquisas sugerem que no amaranto ela é mais eficaz.

Como consumir o amaranto

Como já dito, a quantidade ideal é de 45 gramas por dia o equivalente a 3 colheres de sopa. Você pode adicionar na salada ou comer durante o almoço como um alimento qualquer. Também é possível misturar com frutas, iogurtes, sucos e vitaminas. Também podem ser consumido em forma de pipoca, colocando os grãos para estourar.

Para aqueles que pretendem consumir mais do que o recomendado, saibam que pode ser prejudicial à saúde. Como ele é rico em proteínas, a longo prazo, pode ocorrer um acúmulo desse nutriente no organismo e prejudicar o funcionamento dos rins e do fígado. Também possui grande quantidade de carboidratos, o que pode contribuir para o aumento de peso.

Amaranto: o grão rico em proteínas

Além disso, devido ao alto índice glicêmico que apresenta pode levar ao acúmulo de gordura. Porém isso só acontece se for consumido em excesso. Por ser livre de glúten, pode ser ingerido por pessoas com doença celíaca.

Contraindicações do amaranto

Possui elevado índice glicêmico e portanto não pode ser consumido pelos diabéticos. Pessoas que apresentem doenças renais e hepáticas também não são indicadas para o consumo do amaranto.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *