Você sabe como exercitar o assoalho pélvico?

U Fabíola Cunha    t 30 de junho de 2017


O assoalho pélvico é um conjunto de estruturas musculares ligadas aos ossos da bacia que fazem a sustentação dos órgãos da cavidade abdominal e pélvica.

Ele não tem esse nome à toa: é um piso para os órgãos, incluindo bexiga e intestino. Porém, apesar de sua importância vital, esses músculos acabam sendo ignorados na rotina de exercícios.

assoalho pélvico

Mesmo que a flacidez dessa musculatura não seja visível, é preciso evitá-la. Uma das consequência de um assoalho pélvico frágil é a incontinência urinária, mais comum em mulheres após o parto.

Disfunção erétil em homens também pode ser prevenida ou corrigida com o fortalecimento da região.

Aproveite para ler nosso artigo sobre os melhores exercícios para pernas.

O que são exercícios de Kegel?

Para trabalhar essa musculatura, existe uma série de exercícios chamada Exercícios de Kegel. Esses exercícios fortalecem o músculo pubiococcígeo, um dos componentes da região.

assoalho pélvico

Essas ações não são eficazes apenas para a incontinência urinária, mas para a manutenção do prazer sexual, seja masculina ou feminina.

Diversas variações dos exercícios, com menor ou maior dificuldade, promovem o fortalecimento constante da musculatura.

assoalho pélvico

Exercício para o assoalho pélvico

O exercício mais simples do método Kegel pode ser feito em casa. Para isso deve-se seguir os seguintes passos:

  • Esvaziar a bexiga
  • Durante o esvaziamento, tentar interromper o jato de urina
  • Quando se consegue interromper, identifica-se o músculo pubococcígeo
  • Depois de urinar, voltar a contrai-lo
  • Realizar 10 contrações seguidas
  • Relaxar por alguns segundos
  • Retomar a prática (10 séries de 10 contrações todos os dias).
  • Para quem pratica pilates ou yoga, o assoalho pélvico já é bastante trabalhado nas posturas comuns dessas práticas.

O ideal é iniciar os exercícios antes de engravidar, para que o fortalecimento seja contínuo e, depois do parto, a musculatura não perca tanto a força.

assoalho pélvico

Muitas pessoas deixam de tratar do assunto, ou mesmo praticar os exercícios devido ao constrangimento. Porém, com benefícios para a vida toda, é hora de adicionar essa atividade à rotina de musculação, corrida e demais práticas!

Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário abaixo e veja também nossa matéria: Treinar com pesos livres ou com aparelhos?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *