Como prevenir as lesões musculares

U Marcos A.    t 8 de Janeiro de 2016


O nosso corpo é uma máquina perfeita. Temos 434 músculos se movimentando numa engrenagem que tem todos os encaixes e que sabem se movimentar na hora exata. Eles representam 40% do nosso peso e estão diretamente relacionados com a manutenção da postura e com a movimentação corporal.

Veja quais são as causas, sintomas e tratamento da hérnia de disco.

Porém, mesmo com tanta perfeição, eles podem falhar e isso acontece por vários motivos. Uma doença pré-existente, uma forma errada de usá-los, repetições com sobrecarga de peso e vários outros fatores. Nas academias e nos exercícios físicos em geral é comum ver várias pessoas reclamando de dores musculares mesmo aqueles que têm uma vida dinâmica e que se alimentam bem.

Como prevenir as lesões musculares

Um perfil das lesões

A grande maioria das lesões que acometem os músculos está relacionada com as distensões musculares ou com as contusões. Este acontece quando o indivíduo sobre uma lesão aguda, de forma abrupta, como uma queda que ocorre de repente. Aquela, é um tipo de estiramento, é como se o músculo fosse esticado além do que ele pode ir o que pode ter como consequência a ruptura da fibra muscular por conta da sobrecarga.

Como se dá o processo de recuperação muscular

Fase inflamatória

Essa é a fase inicial da lesão muscular onde vemos a formação dos 5 sinais da inflamação: dor, calor, rubor, edema e perda da função. É no momento em que ocorre a lesão e o local fica inchado, vermelho, com maior temperatura e muito dolorido.

Como prevenir as lesões musculares

Fase da reparação

Ocorre uma multiplicação celular com muito mais intensidade que a normal. A ideia aqui é reparar as fibras musculares que foram destruídas unindo-as novamente e de uma maneira mais forte para que elas não se lesionem mais. Por isso que é mais fácil você ter uma nova lesão em outro local, mesmo que seja muito próximo do que no lugar onde já foi lesionado. As principais responsáveis por esse processo são as células satélite.

Fase de cicatrização

Como o próprio nome já diz, é uma fase muito importante, não apenas para a recuperação da lesão em si quanto para o retorno da função muscular. Ela dura, em média de 3 a 6 dias, porém o processo de fibroplasia (formação de tecido reparador) pode durar até 6 semanas.

Fase de remodelação

É nessa fase que o músculo começa ter a sua função de volta e já ocorreu um rearranjo muscular das fibras possibilitando a movimentação novamente. Aqui temos, ao final de 3 semanas, a formação de uma cicatriz pouco vascularizada, porém muito resistente.

A gravidade da lesão

O tipo de lesão que você sofreu pode ser classificada em graus, da mais leve a mais intensa. É importante saber isso justamente para encaminhar a pessoa para o tratamento correto que, muitas vezes, não precisa passar por cirurgias. Medicação, imobilização e fisioterapia são suficientes na maioria dos casos.

Como prevenir as lesões musculares

Grau 1

Aqui vamos ter que menos de 5% do músculo foi lesionado. É, normalmente, ausente durante o repouso, porém pode aparecer em movimentos intensos, como por exemplo, suportando cargas. A restauração das fibras é muito mais rápida e quase não se nota edema à palpação durante o exame físico e a hemorragia é discreta.

Grau 2

Neste caso, a quantidade de fibras que foram lesionadas pode ir de 5% até 50% do músculo! Aqui temos todos os sinais da inflamação já citado anteriormente: dor, calor, rubor, edema e perda da função. Logicamente, a recuperação será mais lenta em comparação à de grau 1.

Grau 3

Mais de 50% do músculo fica lesionado e temos a ruptura muscular completa ou, pelo menos, de grande parte. A perda da função é bastante extensa e a dor muscular pode se apresentar até mesmo durante o repouso. O edema pode chegar ao máximo e é visível, sem a necessidade de fazer a palpação.

Como prevenir as lesões musculares

Prevenção de lesões

Antes de iniciar qualquer tipo de atividade física, o ideal é ocorra um aquecimento. Você pode correr, andar de bicicleta, pular na cama elástica, qualquer tipo de exercício aeróbico por 10 minutos. Isso deixa o sangue mais fluido e aumenta a flexibilidade dos ligamentos, tendões e músculos e também lubrifica as articulações.

Saiba como prevenir uma lesão no joelho.

Para quem está iniciando algum tipo de treinamento em academias, com exercícios intensos de musculação, não deve deixar de fazer, ao menos, 4 semanas de fortalecimento muscular. Ele é essencial para preparar os músculos para a elevada carga que vai suportar em pouco tempo, evitando assim inúmeras lesões.

Não faça nenhum tipo de treinamento sem o devido acompanhamento. O ideal é contratar um profissional responsável que pode cobrar um pouco mais caro, mas vai economizar muita dor de cabeça e dinheiro com consultas médicas e remédios no futuro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *