Devo separar o treino de pernas?

U Marcos A.    t 8 de janeiro de 2015


Da mesma forma que os homens separam os dias para treino de bíceps e tríceps, muitas mulheres separam dias da semana para treinar a cadeia anterior (quadríceps) e cadeia posterior (isquiotibiais e panturrilhas). Mas, será que essa é uma boa escolha para ganhar hipertrofia?

Devo separar o treino de pernas?

É bom ficar claro que não existe certo ou errado neste caso, não podemos ser radicais quando se trata de musculação, pois há diversos fatores envolvidos. O que se observou em diversos estudos é que, na maioria das vezes, essa separação não é necessária para conseguir bons resultados.

A lógica do organismo

Devo separar o treino de pernas?

Quando estamos exercitando as pernas, grande parte do sangue segue em direção às coxas, pois é nesse local onde se concentra a maior quantidade de músculos e também a maior concentração de massa muscular das pernas. Ocorre vasodilatação para que os nutrientes e o oxigênio possa chegar até a musculatura e permitir o movimento de maneira satisfatória.

Os isquiotibiais são responsáveis pela estabilização do movimento de flexão do quadríceps. Portanto, separá-los na hora do treino não fará muita diferença porque não como isolá-los durante o movimento. Assim, se você malhar cadeia posterior em um dia e no seguinte, a posterior, irá sobrecarregar a musculatura trabalhada no dia anterior.

Confira também nosso artigo sobre o levantamento terra com pernas estendidas.

Devo separar o treino de pernas?

Treino para as coxas

Na hora de montar o seu treino para coxas tenha em mente que as fibras só serão recrutadas com um nível de carga um pouco mais elevado se comparado com outros músculos. Aqui deve haver uma grande amplitude de movimento para conseguir bons resultados. Agachamento, leg press e avanço são exercícios fundamentais.

Devo separar o treino de pernas?

Nesses 3 exercícios citados acima, quando feitos com uma boa amplitude de movimento, acabam recrutando não apenas o quadríceps, como também os isquiotibiais. Então, tentar montar um treino que tenha um dia para cada musculatura pode ser até incoerente. Fisiologicamente não há nada de errado, mas a biomecânica desses músculos não favorecem esse tipo de movimento de maneira isolada.


Deixe uma resposta