Dormir Mal Engorda?

U Marcos A.    t 1 de maio de 2014


Vários são os fatores que poder fazer com que a pessoa tenha um ganho de peso como hábitos alimentares nada saudáveis e falta de práticas físicas como uma corrida ou musculação. Mas também há outros itens que podem ser incluídos na lista facilmente e um deles é o sono. Todos nós sabemos a diferença de acordar depois de uma noite bem ou mal dormida. Se temos insônia acordamos cansados e de péssimo humor, ficamos o dia inteiro, cheios de preguiça, tentando pegar do tranco a qualquer custo, mas nada parece ajudar e por fim, assaltamos a geladeira com uma vontade de comer sem explicação. Será mesmo que é tudo obra do acaso? Há uma ligação entre dormir mal e comer mais.

Dormir mal engorda

O sono

Você, certamente, já ouviu falar que o ideal é dormir de 7 a 8 horas por dia, mas isso é apenas uma média. Assim, pode ser que uma pessoa se sinta perfeitamente satisfeita com apenas 4 horas de sono e outra precise de 10 horas para se sentir revigorado. Cada organismo é único e é preciso respeitar o tempo de cada um. Existem 4 fases do sono, sendo que cada uma delas dura em torno de 90 minutos. A redução do sono REM, na qual os sonhos começam a serem produzidos é a que traz mais malefícios para a saúde.

Leia também como ganhar massa muscular em repouso.

Dormir mal engorda

Problemas para dormir

Quando dormimos pouco, acabamos com mais tempo livre. Nas madrugadas, por exemplo, que nunca perdeu o sono, ligou a TV e providenciou um lanchinho para apreciar a programação? O problema de comer nesses horários é que o nosso metabolismo está mais lento e portanto, o acúmulo de carboidratos em forma de gordura acaba sendo maior. Outro problema que noites mal dormidas podem trazer é o aumento das chances para a diabetes. Dormir pouco pode aumentar em 40% a tolerância do corpo à glicose, o que aumenta o risco de contrair a doença.

Dormir mal engorda

O sono, o melhor dizendo, a falta dele, pode causar importantes modificações no cérebro. A área do cérebro responsável por regular o consumo de alimentos calóricos como batata frita e refrigerantes não consegue fazer o trabalho da maneira correta. A redução da atividade da área frontal do cérebro, que é onde as decisões racionais são tomadas, como “não coma isso, já que vai fazer mal para a sua saúde e você vai engordar” também prejudica bastante a nossa força de vontade de não se render a essas tentações num momento ocioso.

Hormônios

É verdade: a falta de sono consegue mexer até com os nossos hormônios e principalmente com aqueles que não queremos. Ocorre o aumento da grelina, hormônio produzido no estômago e responsável pelo aumento da fome. A produção de leptina, responsável por reduzir a sensação de fome, cai. E por fim, a cereja do bolo: a quantidade de cortisol disponível na corrente sanguínea aumenta e, por sua vez, o acúmulo de gordura na região abdominal também.

Dormir mal engorda

Por todos esses motivos citados acima é possível notar como uma boa noite de sono é importante. Se você sofre com esse problema, procure um médico especialista. Existem até clínicas do sono espalhadas pelos quatro cantos da terra, onde você receberá o tratamento adequado e poderá voltar a ter boas noites de sono. Ter insônia não é um comportamento normal e isso pode afetar todas as áreas da sua vida, principalmente no trabalho, onde é preciso que você produza o máximo que o seu corpo permitir.


Deixe uma resposta