Estar abaixo do peso é prejudicial à saúde

U Marcos A.    t 12 de abril de 2014


O mundo não é dos magrinhos e nem dos gordinhos. Conviver com esse vai e vem da balança é uma constante na vida de muitas pessoas e grande parte delas gostariam de perder bastante peso e ficar com o corpo das modelos que vemos nas revistas e na televisão. Mas você sabia que estar abaixo do peso considerado ideal pode ser tão perigoso ou mais do que estar obeso? Isso mesmo, a magreza excessiva pode ser tão letal quanto o acúmulo de tecido adiposo.

Provavelmente você gostará de ler nosso artigo sobre a dieta para ganhar massa muscular e também como ganhar massa muscular com o repouso.

Estar abaixo do peso é prejudicial à saúde

O IMC

O IMC (índice de massa corpórea) foi criado para medir os níveis de gordura no corpo e é calculado com base na altura em metros e no peso em quilos. Esse índice é tão importante, que é reconhecido mundialmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e utilizado em todos os países. Existe uma tabela de IMC para cada grupo populacional como crianças, mulheres ou idosos, mas convencionou-se utilizar o índice geral para adultos, o qual segue a seguinte regra:

 

<18,5

Excesso de Magreza

18,5 – 25

Peso Normal (ideal)

25 – 30

Excesso de Peso

30 – 35

Obesidade Grau I

35 – 40

Obesidade Grau II

>40

Obesidade Grau III

É possível encontrar tabelas com outros números em diversos sites e revistas, mas sempre é bom procurar por uma tabela padrão como esta que está acima. Coincidência ou não, o considerado peso normal ou ideal, é exatamente o padrão esteticamente aceito em boa parte do planeta. Esse IMC é considerado o ideal por apresentar maior expectativa de vida e menores chances de contrair doenças graves.

Risco de Morte

Uma pesquisa de revisão de literatura realizada por um hospital no Canadá concluiu que as pessoas excessivamente magras possuem um risco de morte em 80% dentro de um período de 5 anos, enquanto que os obesos elevaram essa chance em 20% e os que possuíam IMC acima de 40, teriam 30% de risco de morte.

Estar abaixo do peso é prejudicial à saúde

Os principais fatores que levam uma pessoa a ser muito magra é o uso constante de tabaco, álcool, drogas, desnutrição e problemas psiquiátricos como o distúrbio de imagem que ocorre na anorexia e bulimia, nos quais a pessoa se enxerga sempre acima do peso, mesmo estando muito magra. Esses números também servem de alerta para pessoas que vivem em regimes severos e passam longas horas do dia fazendo exercícios físicos sempre pensando em perder cada vez mais peso. É preciso equilibrar a balança do corpo e da mente para não sofrer com as consequências mais tarde

Estar abaixo do peso é prejudicial à saúde

Outro alerta que essa pesquisa oferece não apenas ao ser humano de maneira individual, mas também de forma coletiva é a grande atenção que estamos fornecendo para os obesos. Não que isso esteja errado, até porque a obesidade se tornou um grave problema de saúde em todo o mundo. Mas também é preciso parar para olhar o outro lado da moeda que muitos negligenciam. Com a ideia de que a magreza é bonita, muitos adolescentes (principalmente meninas) estão se perdendo nesse abismo e é preciso um bom acompanhamento psiquiátrico para fazer com que elas passem a viver uma vida mais saudável e que se enxerguem bonitas como são.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *