Kickboxing: saiba mais sobre essa prática!

U Fabíola Cunha    t 14 de abril de 2017


Para conquistar equilíbrio, energia e agilidade, kickboxing é o melhor dos treinos. Especialistas que estudaram o esporte dizem que quase todos – mesmo pessoas mais velhas – podem se beneficiar dessa prática.

Energia e força

kickboxing

Diferente de outros tipos de exercício, o kickboxing enfatiza movimentos enérgicos. Energia é diferente de força e para adultos mais velhos, é uma forma de prevenir do risco de quedas e manter a mobilidade. Força bruta é o que um levantador de pesos usa, mas produzir energia tem mais a ver com a combinação dinâmica entre força e velocidade.

Cardiorrespiratório

kickboxing

O treinamento kickboxing tende a envolver rodadas curtas, de dois a três minutos de duração, de movimento repetitivo e intenso, como alternar socos, chutes e joelhadas no saco de pancadas ou em uma almofada que outra pessoa está segurando.

Alguns especialistas dizem que rodadas menores, de apenas 60 segundos, de HIIT podem oferecer ganhos para o coração e pulmões equivalentes aos exercícios menos intensos.

Queima calorias

kickboxing

É comprovada a melhora na aptidão física, energia, flexibilidade e agilidade, de acordo com um estudo feito com um grupo de homens saudáveis ​​em seus 20 anos que treinou três dias por semana durante cinco semanas.

Os homens no estudo melhoraram a energia dos membros inferiores e superiores em cerca de 7%, diminuindo mais de um segundo do tempo em uma corrida de 50 metros. Isso sem falar nas calorias. Um estudo da American Council on Exercise (ACE) mostrou que o tipo de combinação de chute e soco usados no Tae Bo (uma espécie de kickboxing cardio) queimam mais de 8 calorias por minuto (540 por hora) – quase o mesmo queimado na natação.

Benefícios neuromotores

kickboxing

Os benefícios neuromusculares do kickboxing são valorizados, tendo sido estudados em casos de pessoas com esclerose múltipla (EM) – condição na qual a comunicação entre cérebro e músculos é deteriorada. Atividades como andar e falar ao mesmo tempo são prejudicadas, além das quedas frequentes.

O kickboxing ajudou no fortalecimento neuromuscular em pessoas com a doença, de forma a melhorar equilíbrio, mobilidade e atividades multi-tarefas.

Cuidados

kickboxing

Os movimentos corporais praticados no kickboxing podem causar lesões nas costas, joelhos, quadris e ombros. Sendo vigoroso, ele pede que a progressão do praticante seja lenta e bem consciente.

Gostou das informações? Quer saber mais sobre treinos de alta intensidade? Confira nossa matéria Porque praticar o treino HIIT!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *