Mudanças simples para controlar a pressão alta!

U Fabíola Cunha    t 21 de abril de 2017


Pressão alta, ou hipertensão, pode ser causada pelo estilo de vida e também por fatores genéticos. Perigosa se não tratada, a hipertensão pode causar doenças cardiovasculares como derrames e infartos.

Para pessoas que não conseguem baixar seus níveis de pressão naturalmente, medicamentos podem ser necessários. Mas quando a hipertensão é resultado de hábitos pouco saudáveis, algumas mudanças simples podem reduzir ou mesmo eliminar a necessidade de medicação.

Algumas mudanças estão bem na cara e podem ser feitas de forma simples:

Mantenha o peso

pressão alta

O peso corporal é um dos fatores mais importantes relacionados à pressão. Quando o Índice de Massa Corporal (IMC) está entre 25 e 28, perder alguns quilos faz muita diferença quanto à pressão sanguínea. Entre 25 e 29,9 a pessoa está no sobrepeso, enquanto 30 ou mais é considerada obesidade.

Exercícios? Sempre

pressão alta

A maior parte das pessoas deve se exercitar por no mínimo 150 minutos por semana, em intensidade moderada. Se há necessidade de baixar a pressão, a American Heart Association aconselha a incluir nesses 150 minutos, 40 minutos de exercícios de alta intensidade (moderada para vigorosa) de 3 a 4 vezes por semana.

Quanto à atividade, pode ser qualquer coisa que faça a pessoa suar, mas o importante é manter a constância. Se há a possibilidade de ir para a academia e ter aulas de zumba, ótimo, mas se uma caminhada com passos rápidos na vizinhança é a única oportunidade de exercício da pessoa, ótimo também.

Cortar o sal

pressão alta

Muitas pessoas, incluindo aquelas que já tem hipertensão, consomem mais sal do que é aconselhável. O ideal é consumir menos de 2,3 mg por dia (cerca de 1 colher de café). Manter o consumo diário em no máximo 1,5 mg por dia é melhor ainda. Se apenas houver redução da ingestão de sódio em 10% ou 20%, a diferença já é notável. Não adicionar sal ao omelete ou evitar ingerir picles e shoyu já é um começo.

Dieta simples

pressão alta

Para um impacto ainda maior na pressão sanguínea, a dica é não só diminuir o consumo de sal, mas aumentar o consumo de frutas, vegetais, grãos integrais e laticínios com pouca gordura. Assim o consumo de cálcio, magnésio e antioxidantes aumenta – o que diminui a pressão sanguínea. É também uma dieta rica em potássio, que ameniza o impacto do sódio consumido.

Consumo de probióticos

pressão alta

Os probióticos são bactérias saudáveis encontradas em iogurte e outras comidas fermentadas. O consumo desses microorganismos mostrou que pessoas que os consomem tiveram redução de 3,6 pontos na pressão sistólica e 2,4 pontos na pressão diastólica. Pessoas com pressão mais alta que 13 por 8 registraram as maiores reduções, junto aquelas que tomaram suplementos probióticos ou ingeriram alimentos probióticos por mais de 2 meses.

Saiba mais sobre o tema em nossa matéria sobre a importância do consumo de probióticos.

Comer em casa

pressão alta

Os restaurantes adicionam muito sal à comida, isso é fato. Isso pode afetar mesmo os clientes que tentam fazer escolhas saudáveis – é preciso lembrar que alimentos ricos em sódio nem sempre tem gosto salgado. Cozinhar a própria comida é uma ótima saída para realmente saber o que está sendo adicionado ao alimento. Marmitas, lanches e petiscos para o dia a dia podem ser feitos em casa, com pouco sal e sem o uso de temperos prontos (vilões do sódio).

Monitorar os números em casa

monitorpressao

O ato de tirar a pressão pode não baixá-la, mas conhecer os números diariamente pode ajudar a entender melhor o que é saudável e o que não é. A primeira vez em que um paciente apresenta pressão alta, no consultório, pode não ser indicativo de hipertensão, pois leituras individuais podem ser influenciadas pelo stress. Por isso é importante aprender a monitorar a pressão em casa, de manhã e à tarde, oferecendo um quadro mais claro da situação.

Treino de força

pressão alta

Exercícios aeróbicos podem ter um grande efeito sobre a pressão sanguínea, mas os resultados serão ainda maiores se combinados com musculação, exercícios com peso e resistência. Fortalecer os músculos do corpo todo reduz  o stress e o desgaste do coração no bombeamento de sangue.

E então? Curtiu as dicas? Já sofreu ou sofre com hipertensão? Deixe seu comentário abaixo!


Deixe uma resposta