O Exercício do Futuro

U Marcos A.    t 11 de março de 2014


Assim como a moda vive em constante mudança com suas cores, formas e texturas, as atividades físicas também realizam as suas próprias mudanças. Graças ao avanço da ciência, todos os dias são descobertas novas maneiras de tornar a saúde cada vez melhor. Os modismos acabam sendo criados. Primeiro foram os exercícios aeróbicos, depois a musculação das academias, em terceiro as aulas de ioga e a onda de paz interior e por fim a explosão do Pilates com a grande sacada de fortalecer e tonificar os músculos, tratando e prevenindo patologias osteomusculares.

O Exercício do Futuro

Diferenças

Se pensarmos um pouco nessas modalidades de exercícios citadas acima, ficar fácil perceber o que existe de comum entre elas: são fragmentadas. O foco de cada uma é tratar um parte específica do corpo de cada vez, como se os nossos músculos não fossem conectados uns aos outros. Só que eles são. Todos eles formando uma grande cadeia e assim, o que se faz em músculo que fica na panturrilha pode interferir na coluna. A nova malhação muda com todos esses padrões.

O Exercício do Futuro

O que se encontra hoje, nas academias mais modernas do país, são exercícios que trabalham todo o corpo de uma única vez e que levam a picos de intensidade com intervalos devidamente cronometrados. O foco não é mais apenas a musculatura, mas também o equilíbrio, a coordenação motora, a estabilidade. Os novos exercícios estão trabalhando músculos que antes, não eram alcançados pelos aparelhos convencionais. Eles são desenhados especificamente para esse tipo de exercício.

Veja também nossas dicas de tipos de treinos de musculação e como malhar os músculos posteriores da coxa.

A base dos exercícios

Os movimentos são criados baseados em três propostas principais:

  • Atividades funcionais: elas tomam como referência atividades da vida diária. Como abaixar para pegar ao no chão, erguer um objeto no chão para colocar em outro, por exemplo. Elas vão dos mais simples até os mais complexos;

  • Core: esse é um nome que se dá quando queremos falar em equilíbrio. O nosso centro de gravidade encontra-se na região próxima ao umbigo e fica localizado bem no meio do nosso corpo. Esse tipo de exercício visa trabalhar o nosso equilíbrio com foco na musculatura dessa região;

  • Exercícios intervalados: o objetivo é fornecer ao corpo picos de intensidade com intervalos curtos e velocidades de movimento diferentes;

Nas academias

A forma das pessoas se exercitarem dentro das academias vem acompanhando esse ritmo. Hoje é comum ver na grade de aulas o treinamento funcional ou suspenso. Nada de aulas chatas com movimentos repetitivos: os alunos são instruídos a fazer um circuito no qual realizam diversos movimentos como abaixar, saltar, empurrar objetos, correr em zig zag e até subir em cordas ou levantar pneus de caminhão.

O Exercício do Futuro

A proposta das aulas é simples. Ao invés de você se moldar aos aparelhos, eles se adequam ao exercício que será realizado e ao seu tipo físico. Equipamentos como fisioboll, bola feijão, pranchas de diversos formatos, faixas elásticas e rampas para treinar o equilíbrio e a coordenação, ajudam a fortalecer os músculos, melhorar o desempenho do metabolismo e do sistema cardiorrespiratório.

Exercícios Intervalados

Esta é outra boa novidade do treinamento físico. As pessoas estão acostumadas a realizar treinos aeróbicos seguindo um único ritmo. Esse tipo de atividade também é benéfica para a saúde, mas não ajuda muito na perda de gorduras ou na performance. Depois de poucos minutos, o organismo ganha estabilidade no exercício e passa a consumir menos energia que no início dele.

O Exercício do Futuro

Para praticar os exercícios intervalados você poderá se beneficiar de atividades como natação ou spinning. Outra forma fácil de praticá-los é durante a corrida, na qual é possível alternar picos de intensidade com corridas intensas e breves pausas. Você consegue gastar mais calorias, melhora o condicionamento físico e reduz a gordura abdominal é menos tempo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *