Qual a definição de uma pessoa falsa magra?

U Fabíola Cunha    t 9 de maio de 2017


Parece ótimo: a pessoa não precisa se esforçar muito para se manter no que é considerado um peso normal. Porém, o espelho e a balança da farmácia contam um parte da história.

Você pode parecer ótima em um biquíni e ter um Índice de Massa Corporal dentro do aceitável, mas se não se cuidar pode estar tão longe de ser saudável quanto uma pessoa obesa.

falsa magra

O fenômeno ganhou um nome engraçado – a pessoa falsa magra – e pode afetar 1/4 das pessoas com peso dito normal, de acordo com um estudo de 2008. Elas parecem saudáveis, mas quando passam por exames e testes, apresentam altos índices de gordura corporal e inflamação – com riscos elevados de diabetes e problemas cardiovasculares.

Checar a pressão sanguínea, o colesterol e os níveis de açúcar do sangue é a única maneira de saber ao certo o quanto uma pessoa é saudável metabolicamente. Mas há sinais que podem ajudar a perceber se a pessoa está sofrendo de uma obesidade com o peso normal.

Acúmulo de gordura abdominal

falsa magra

Pessoas com peso normal, mas com excesso de gordura ao redor do abdome tem risco mais alto de morrer precocemente do que aqueles com sobrepeso ou obesidade. A gordura abdominal é o pior tipo, pois cria resistência à insulina e inflamações. As calças estão lentamente ficando mais apertadas na cintura? Esse é um sinal de aumento dessa gordura.

Pouca força

falsa magra

Pessoas magrinhas com altos níveis de gordura corporal podem ter muito pouca massa magra (musculos). Se a pessoa não lembra a última vez que praticou exercícios até suar, é bem capaz que ela esteja entrando ou já esteja dentro do grupo de falsas magras.

Não se engane

falsa magra

Pessoas que não estão com sobrepeso não recebem estímulos para se exercitar e melhorar a saúde, pois supõe-se que elas não precisam. Além da prática aeróbica – caminhada, ciclismo ou corrida – é importante adicionar um treino de força – quanto mais músculos, mas eficiente é o organismo em não acumular gordura.

Histórico familiar

falsa magra

Se os pais ou irmãos possuem doenças como diabetes, cardiopatias, hipertensão ou colesterol alto, é preciso ficar atento. A predisposição genética tem um papel importante nessas condições. Manter um peso dentro do normal ajuda, mas é melhor adicionar exercícios e dieta balanceada se o histórico familiar não ajuda.

Gostou das dicas? Saiba mais sobre o assunto com nossa matéria sobre como estar abaixo do peso é prejudicial à saúde.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *