Atividade Física Durante a Gravidez

0

Exercícios na gravidez faz bem? faz mal? Como fazer? Essas e outras respostas você terá agora!

Gravidez não é doença. Essa frase é um pouco batida, mas nunca é demais repetir, até porque é possível ver, em pleno século XXI, como muitas mães e pais se comportam em relação a uma gestação. Primeiro, as mulheres começam a comer o dobro ou triplo do que comiam antes com a velha desculpa de ” estou comendo por dois”. Isso é verdade, pois parte do que a mãe ingere vai para a placenta para garantir uma boa formação ao bebê. E se o assunto é ficar sentada no sofá o dia todo que nem a Cleópatra, você também vai falar que está descansando por dois?

gravd

Porque fazer exercícios na gravidez?

A mulher muda completamente quanto está grávida, não tem para onde correr. E não falo apenas da forma física, mas principalmente da psicológica. Elas ficam mais cansadas, dores nos pés, coluna lombar e articulações como tornozelo e joelho são as mais afetadas, mas elas também ficam muito mais sensibilizadas e parecem estar numa TPM sem fim. Ficam ansiosas, estressadas e até depressivas em alguns casos. É um verdadeiro salve-se quem puder.gravd

Justamente por todos esses fatores, as futuras mamães não sentem vontade de se exercitar ou de sair de casa. Muitas se acham gordas e feias e nenhuma roupa descente cabe da maneira que cabia antes. E é exatamente por esses motivos que todos os ginecologistas indicam exercícios físicos para as mulheres que estão numa gravidez estável e sem risco. A intenção é reduzir todos os malefícios psicológicos, evitar o ganho excessivo de peso e fazer com que a criança se forme da maneira mais saudável possível.

Benefícios dos exercícios para as gestantes

Todos nós sabemos que fazer exercícios com frequência é benéfico para qualquer indivíduo. As grávidas não podem e nem devem ficar de fora dessa regra. Claro que não é o caso de fazer musculação, mas exercícios leves como caminhada, hidroginástica e natação são os mais indicados, já que são realizados na água e reduzem a força da gravidade, diminuindo impacto em várias articulações. Yoga ajuda a manter o fortalecimento muscular e deixa o corpo mais flexível. Existem outros exercícios para gestantes que podem sim ajudar a ter uma gestação muito mais tranquila, livre das dores e dos ataques de choro ou histeria.

gvd

A primeira coisa a ser feita é requisitar uma liberação para essas atividades do seu médico. É de alto risco para uma gestante iniciar atividades físicas sem a liberação do ginecologista que está acompanhando a sua gestação. Um ponto interessante é a questão da redução de oxigênio disponível no organismo depois que a mulher engravida. Afinal de contas tem outro ser aí dentro que tem o metabolismo altíssimo e precisa do oxigênio para se manter. Por isso, prefira fazer exercícios aeróbicos, que melhoram o condicionamento cardiorrespiratório. Se você já estava acostumada a fazer esse exercício diminua só um pouco o ritmo e se você nunca fez nenhum tipo de atividade física é melhor começar caminhadas num terreno plano e num ritmo leve.

gvd

Fique atenta!

Alguns sinais como falta de ar, enjoos, tonturas e desmaios podem ser o seu sinal vermelho para parar e diminuir o a intensidade dos exercícios. Existem alguns esportes que não são adequados para as gestantes como por exemplo, pedalar. Depois que a barriga começa a crescer, o nosso centro de gravidade muda de lugar e vai um pouco mais para frente, aí o risco de queda pode ser bem maior e aumenta com a postura que o ciclista é obrigado a ficar para pedalar. Existem outros esportes que devem ser evitados:

gvd

  • esqui;
  • patinação;
  • esportes de contato;
  • sauna;
  • cavalgar;
  • surfe;
  • mergulho;
  • atividades em elevadas altitudes como o paraquedismo e asa delta;

gvd

Mas não se preocupe, pois existem vários outros exercícios que podem ser realizados sem prejudicar nem a mãe nem a criança. Já foi comprovado por pesquisadores que realizar pelo menos 3 vezes na semana durante apenas 20 minutos exercícios físicos pode deixar o cérebro da criança mais maduro em menos tempo. Um bebê com apenas 12 dias de vida pode ter um cérebro com atividade compatível com um de 4 ou 6 meses de vida. Esse modificação pode beneficiar a criança durante toda a sua vida. Tenha sempre hábitos saudáveis e evite maus hábitos como o fumo e o alcoolismo.

Separei mais esses conteúdos para você:

Mais Dicas Legais

Mais conteúdo Similar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui