Farinha de feijão branco ajuda a emagrecer?

0

O feijão é um alimento já bastante comum na vida dos brasileiros. É difícil não ter um básico feijão com arroz na hora do almoço, pelo menos, 1 vez por semana, isso quando não é todo dia. O feijão é uma leguminosa de grande valor nutritivo e também muito saborosa.

Existem muitos tipos de feijão e o branco não é mais famoso deles por aqui. Apesar disso, pesquisadores descobriram que a faseolamina, uma proteína encontrada nesse tipo de feijão ajuda na perda de peso por reduzir a da absorção de carboidratos dos alimentos.feijão

A farinha de feijão feijão branco

Mas, porque comer a farinha e não o feijão? É que não comemos o feijão cru e o cozimento destrói a faseolamina. Já na farinha, essa proteína fica conservada, garantindo os seus benefícios. São 20% a menos de carboidratos em todas as refeições em que ela for adicionada aos alimentos.  A faseolamina só existe nesse tipo de feijão.

Veja também como a farinha de amora pode ajudar no emagrecimento.

E o melhor de tudo? A farinha não contém glúten. Porém, nem tudo são flores: o consumo por um grande período de tempo, por exemplo, 30 dias reduz a absorção de alguns nutrientes muito importantes para a nossa saúde como o ferro.feijão

Os benefícios da farinha de feijão branco

Auxilia na perda de peso

É impossível falar da farinha de feijão branco e não falar sobre a perda de peso. Já está comprovado que a farinha realmente ajuda na perda de peso. Isso ocorre através de 3 mecanismos:

  • Aumenta a saciedade: como grande parte de outras farinhas, a farinha de feijão branco é rica em fibras que formam um tipo de gel em contato com a gordura dos alimentos, evitando sua absorção. Além disso, como as fibras aumentam de tamanho, a pessoa que come a farinha se sente “cheia” mais rápido quando está comendo porque as fibras tomam o espaço dentro da cavidade estomacal.
  • Diminui a absorção de carboidratos: a maioria dos alimentos possui um tipo de polissacarídeo chamado de amido. Este, por sua vez, é transformado em milhares de moléculas de glicose com a ajuda de uma enzima, a alfa-amilase. A faseolamina interfere na ação dessa enzima, inibindo-a de forma parcial. Como o nosso corpo não consegue utilizar o amido, acaba não absorvendo o carboidrato em questão.
  • Redução dos depósitos de gordura: tanto a presença de fibras quando a redução da absorção de carboidratos contribuem para a redução de picos de insulina na corrente sanguínea. Esses picos são os principais responsáveis pela formação de tecido adiposo já que a insulina “pega” o carboidrato, o transforma em gordura como forma de armazenamento de energia.

Saiba porque a insulina promove o acúmulo de gordura na barriga.

Melhora o fluxo intestinaldor

A constipação intestinal é o que se chama, popularmente, de prisão de ventre. A formação do gel que ocorre nas fibras, ajuda na evacuação do bolo alimentar que se forma no intestino. A presença de fibras na alimentação também aumenta a presença de bactérias benéficas na nossa microbiota. Isso também melhora o processo digestivo.

Além disso, como cerca de 60% das células de defesa estão no nosso intestino, quanto melhor estiver o funcionamento desses sistema, melhor estará a nossa saúde. A transformação das fibras em ácidos graxos de cadeia curta pelas bactérias presentes nesse local ajuda a diminuir a passagem dos micro-organismos para o sangue.

Amigo do coraçãocardiaco

Como as fibras acabam absorvendo parte do colesterol (um tipo de gordura) encontrada nos alimentos, essa gordura acaba não se depositando na parede dos vasos e nem formando as famosas e maléficas placas de ateroma. Estas, são as grandes responsáveis pelo aumento da pressão arterial.

Controla a glicemia

Um dos fatores que faz com que a diabetes tipo 2 se desenvolva é a presença constante de picos glicêmicos, ou seja, a presença de grande quantidade de insulina na corrente sanguínea. Com o passar dos anos, alguns tecidos podem criar certa resistência à presença desse hormônio.farinha

Assim, cada vez mais o corpo pede insulina para conseguir armazenar a mesma quantidade de glicose. Ou seja, como a farinha de feijão branco possui uma boa quantidade de fibras isso reduz a presença constante dos picos de insulina.

Como consumir a farinha de feijão branco

Uma quantidade ideal é a de 5 g, ou seja, uma colher de café diluída em água e que deve ser ingerida até 30 minutos antes do almoço e do jantar. Assim, você irá ingerir 10 g por dia. E cuidado com o consumo em excesso. Não há nenhum estudo que comprove que uma quantidade maior de farinha de feijão branco acelere o emagrecimento. Ingerir mais de 30 g por dia pode provocar vômitos, diarreia, náuseas, gases, entre outros.salada

Você pode adicionar a farinha em diversos pratos e misturar com frutas, saladas, fazer sucos e vitaminas e também para preparar massas de panqueca, bolo, pão e tudo mais que a imaginação permitir.

Contraindicações da farinha de feijão branco

Pessoas que estejam com anemia, mesmo que em grau leve e também gestantes não devem fazer uso da farinha de feijão branco. Como disse no início do texto, ela reduz a absorção de nutrientes importantes como o ferro.

Separei mais esses conteúdos para você:

Mais conteúdo Similar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui