Mesa flexora: Entenda o exercício e execução correta

Quem quer fazer um treino realmente completo na academia não pode deixar a mesa flexora de lado. Esse exercício é muito mais importante do que alguns imaginam e por isso é importante que você saiba como fazê-lo corretamente.

Nesse artigo vamos explicar a importância da mesa flexora, quais os músculos exercitados. E dar dicas de como fazer corretamente para obter ótimos resultados e não perder tempo, muito menos se machucar.

Importância da mesa flexora

A mesa flexora é um exercício isolado tão importante quanto os exercícios compostos. Parece exagero para alguns ler isso. Mas ela foca em músculos que outros exercícios compostos não alcançam, como o agachamento livre.

Não estamos retirando a importância de outros exercícios. E você não deve cortá-los do seu treino de pernas. Mas é importante acrescentar a mesa flexora ao treino. A mesa extensora evita desequilíbrios musculares, por trabalhar esses músculos “esquecidos” por outros exercícios.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como manter o foco na academia e não desistir dos seus objetivos

Músculos exercitados pela mesa flexora

Todo mundo que treina há algum tempo e já está familiarizado com o assunto sabe que o grupo trabalhado na mesa flexora são os isquiotibiais. Mas para especificar mais, os músculos são a cabeça longa e curta dos bíceps da coxa.

Assim como semitendinoso e semimembranoso. Assim como o gastrocnemio, que fica abaixo do joelho. Muita gente acredita, por conta da posição da mesa flexora, que os glúteos também são trabalhados, o que é um erro. Se você sente ele ser trabalhado está fazendo o exercício de forma equivocada.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre agachamento livre, os benefícios e como praticar

Dicas para fazer a mesa flexora corretamente

A primeira dica é começar por cargas leves, mesmo se você já tiver experiência. Isso por que esse não é um exercício muito amigável, então para evitar problemas na coluna ou reduzir a amplitude do seu movimento, que deve ser máxima, comece aos poucos.

Ou seja, você deve conseguir deixar as pernas totalmente esticadas no início do exercício e no fim encostar o suporte nos glúteos. Repetindo sempre dessa forma.

A segunda e principal dica para evitar lesões e ter um trabalho eficaz na mesa flexora é estabilizar o quadril. Ao fazer esse exercício o quadril tende a ser projetado para trás para facilitar.

O que faz o seu exercício ser menos eficaz, e pior, aumenta a carga na sua lombar, podendo gerar uma lesão ou dores. Então se esforce para manter o quadril na mesa, sem sair do lugar.

Para potencializar o exercício você pode fazer com uma perna de cada vez. Aumentando o foco do exercício em cada músculo. Só não se esqueça de fazer o mesmo número em cada perna e de se certificar de fazer corretamente em todas as vezes.

Separei mais esses conteúdos para você:

Mais Dicas Legais

Mais conteúdo Similar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui