Um novo carboidrato: palatinose

U Marcos A.    t 10 de junho de 2015


Os carboidratos simples já não fazem mais parte de uma dieta saudável e já saíram do cardápio de muitos, principalmente daqueles que praticam exercícios físicos e querem perder peso e ganhar massa muscular de forma saudável. Para se manter no ritmo e ter uma boa performance ter boas fontes de energia é essencial.

Um novo carboidrato: palatinose

Muitos acabam recorrendo ao gel de açúcar ou então à famosa maltodextrina. Apesar de fornecer boas doses de energia durante os treinos, esses dois tipos de carboidratos são de alto índice glicêmico. Ou seja, eles ajudam a formar o pico de insulina armazenando mais gordura na região abdominal. Um novo carboidrato que está fazendo muito sucesso é a palatinose.

Saiba mais sobre a Dextrose, quais o seus efeitos e como consumi-la.

O que é a palatinose?

A palatinose, também conhecida como isomaltulose, é desenvolvida com base em uma fonte completamente natural, a sacarose. Ela pode ser encontrada em alguns alimentos como o mel e a cana de açúcar e possui dois bons benefícios: é facilmente absorvida pelo organismo e também é um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico.

Um novo carboidrato: palatinose

Esse tipo de açúcar tem como a beterraba a sua fonte principal. Uma enzima encontrada num micro-organismo da natureza consegue reorganizar as moléculas da frutose, sacarose e glicose. Essa mudança na conformação das ligações químicas acaba por resultar nesse carboidrato chamado de palatinose.

Os benefícios da palatinose

Como citado mais acima, a palatinose é um carboidrato complexo. Isso significa que ele é liberado na corrente sanguínea para os tecidos de forma gradativa, evitando que haja uma grande concentração de açúcar num curto intervalo de tempo. É um alimento tão eficiente e bom para a saúde que está no grupo dos alimentos funcionais. Veja outros benefícios:

Um novo carboidrato: palatinose

  • Oxidação da gordura: mesmo apresentando a mesma quantidade de calorias de um açúcar comum (4kcal/g), a palatinose consegue aumentar a utilização da gordura pelo organismo durante os exercícios. Ou seja, além de fornecer energia de qualidade ela também ajuda na redução do tecido adiposo.
  • Liberação de açúcar numa quantidade exata: isso tem ligação com o fato da palatinose fazer com que a gordura faça o trabalho do dia a dia e acaba evitando o gasto de glicogênio muscular em outras tarefas. Assim, durante os treinos de musculação, você ainda tem muito glicogênio para queimar.
  • Energia por mais tempo: a palatinose consegue ser absorvida mais lentamente a sacarose numa velocidade de 4 a 5 vezes menor. Esse fato é a consequência do fato das ligações químicas entre as moléculas serem muito fortes e difíceis de serem quebradas.

Um novo carboidrato: palatinose

 Como tomar palatinose

Ao contrário do que a cultura popular afirma, a palatinose, apesar de ser um alimento muito saudável, possui um sabor bastante agradável. O seu poder adoçante é de 50% enquanto que o da sacarose é de apenas 10%. Você pode preparar bebidas instantâneas com esse açúcar para tomar durante os treinos e também pode substituir o açúcar comum por ela em qualquer receita.

A quantidade vai depender muito do que você deseja. Se a ideia é fornecer energia para o corpo o ideal é ingerir uma porção de 15 g por vez. Porém, se o seu objetivo é a queima de gordura 18 g de palatinose dá conta do recado. Não há um horário preferencial para ingeri-la podendo ser consumida no café da manhã ou no almoço sem nenhum problema.


Uma resposta para “Um novo carboidrato: palatinose”

  1. cristiane disse:

    a palatinose tem alguma contra indicaçao, quem e hipertenso pode tomar ela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *