Tipos de Supino – Quais são?

Existem diversos tipos de supino em um plano completo de treinos. E a verdade é que nem sempre existem os melhores ou piores. Mas sim, os mais adequados para cada situação. Seu instrutor ou personal trainer é quem poderá guiar o seu ritmo de adaptação e também indicar o uso de cada um dos tipos.

No texto de hoje, vamos entender melhor quais são os principais modelos. Nosso intuito não é desenvolver um plano de treinos para indicar um tipo ou outro. Mas sim, explanar as possibilidades. Para te ajudar a entender melhor o assunto, veja nosso artigo com os principais erros de quem faz supino.

Acompanhe!

tipos de supino
Homem fazendo supino reto – Foto: Freepik

Tipos de Supino – Quais são?

Os melhores tipos de supino são aqueles que fazem sentido para seu treino. Todos eles são ótimos, desde que estejam sendo feitos da forma certa. E não estamos falando apenas do movimento ou da quantidade de peso. Mas sim, do timing do treino.

Ou seja, cada estágio do seu desenvolvimento de força e músculo estão dentro de um panorama amplo: alguns treinos são bons no começo, outros são bons de forma intermediária e outros são bons para atletas avançados.

E com o supino, o mesmo acontece. Vamos entender aqui alguns dos principais tipos de movimentos. Recomendamos também a leitura de nosso artigo onde mostramos como fazer supino da forma certa.

tipos de supino
Homem fazendo supino inclinado – Foto: Freepik

Supino reto

O supino reto é talvez o modelo de treino mais básico e clássico desta modalidade. Afinal, é através do supino reto que muitos atletas conseguem contrair força e volume muscular. Os movimentos verticais garantem que esta expansão do músculo seja feita de forma melhorada. Então, é uma ótima porta de entrada para construir força para os próximos movimentos.

Supino inclinado

Este é um dos tipos de supino que mais podem atingir a parte superior do músculo peitoral. Ele é praticamente igual ao supino reto. Porém, aqui há uma elevação considerável do tronco em um ângulo de até 45 graus. É fundamental que você não ignore o restante das articulações. Então, encontre uma forma de manter o treino equilibrado e sem forçar demais determinadas regiões.

Supino declinado

Diferente do supino inclinado, existe o supino declinado. Este, por sua vez, é uma ótima alternativa para treinar os músculos inferiores do peito. Aqui, a angulação varia de forma negativa, podendo chegar até -30 graus. Ou seja, seu tronco fica declinado.

Supino no Smith

O supino no Smith é semelhante ao supino reto. A diferença é que aqui, a barra ficará presa em um aparelho que suporte movimentos verticais fixos. Não há variações do braço e o movimento tende a ser mais pesado, pois há o arrasto da barra para ser também absorvido pelo músculo.

Supino com halteres

Este é um dos tipos de supino mais básicos, pois não há necessidade de uma barra nem de anilhas de peso. Tudo que você precisa, é de halteres no peso ideal. Pode ter variações inclinadas e declinadas.

Supino com pegada invertida

A diferença do supino com pegada invertida, é a forma de segurar a barra. Aqui, você posicionará suas mãos de forma que ela feche a favor do seu rosto, não contra. Pode ser feito em diversas posições, desde que seu instrutor da academia assim recomende.

tipos de supino
Mulher treinando supino – Foto: Freepik

Veja aqui algumas dicas de musculação para que seus treinos sejam mais eficientes e mais proveitosos no dia a dia. E, mais importante do que isso, é entender os limites do seu corpo. Ou seja, é fundamental você saber até onde pode ir e não avançar este ponto, para não criar lesões e nem problemas que poderão fazer você deixar de treinar por um longo tempo.

Cuide-se e bons treinos!

Separei mais esses conteúdos para você:

Mais conteúdo Similar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui