Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

U Marcos A.    t 30 de setembro de 2014


Os hormônios interferem consideravelmente durante os exercícios, especialmente na musculação. O hormônio GH é conhecido como o hormônio do crescimento e é sintetizado pela glândula hipófise. O GH não é uma substância tão específica quanto os outros hormônios produzidos pela glândula. Ele consegue atuar no nosso organismo de uma maneira geral, além de auxiliar no crescimento longitudinal, ele também consegue atuar em todas as células do nosso corpo.

Confira também nosso artigo sobre os riscos e benefícios do Oxyelite Pro.

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

Logicamente, quando chegamos a idade adulta, a hipófise reduz consideravelmente a fabricação do GH e o crescimento do corpo como um todo estaciona. Porém, há maneiras naturais e muito saudáveis de fazer com que esse hormônio volte a ser liberado com força total. Isso porque a glândula não para de fabricar a substância por completo, a secreção é apenas reduzida. Antes, acreditava-se que o GH estava presente apenas na infância, desaparecendo na idade adulta.

Fatores que influenciam na liberação do GH

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

Há diversos fatores que influenciam consideravelmente na excreção do GH: alimentação, estresse e exercícios físicos são fatores importantes. Mas, nenhum outro é tão preponderante quanto o sono. Não estamos falando da cesta depois do almoço e sim do sono reparador de todas as noites. As duas primeiras horas de sono são consideravelmente importantes para a liberação do hormônio. Este período é chamado de MRO (movimento rápido dos olhos) e não deve sofrer interferências.

Os perigos dos esteroides

Muitas pessoas recorrem à suplementação para conseguir maiores taxas de GH circulante no organismo. O problema é que eles vêm na forma de esteroides o que pode causar grandes prejuízos para a saúde. Antigamente, o GH era prescrito para crianças que tinham problemas endócrinos e por isso tinham problemas no crescimento.

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

Hoje, alguns praticantes de musculação ingerem o hormônio na sua forma sintética e como a maioria deles não possuem nenhum tipo de distúrbio hormonal podem acabar criando um para si. Um bom exemplo de um distúrbio que o excesso de GH no corpo pode causar é a acromegalia. Essa doença caracteriza-se pelo crescimento acentuado das mãos, nariz, pés e todo o crânio.

Liberação do GH durante os exercícios físicos

Existem uma outra maneira muito mais fácil, barata e prática de aumentar a secreção do GH: exercícios físicos intensos são a chave para todo esse mistério. Há algum tempo o foco era a liberação do GH depois de 10 minutos de exercícios aeróbicos intensos. Hoje os estudos afunilaram para o papel da musculação intensa como fonte da produção do GH por parte da hipófise.

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

Uma pesquisa feita por uma universidade americana demonstrou que os níveis de GH foram aumentando quanto mais intensos os treinos ficaram. Foram escolhidos dois grupos com homens e mulheres: um com idade média de 27 anos e outro com média de 72 anos. Nenhum deles tinha experiência com a musculação e então iniciaram-se os treinos com uma carga menor do que 80% de 1 RM. Quando a carga começou a aumentar foi possível verificar o aumento na produção do GH.

Como o GH atua no organismo

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

O GH consegue atuar em todos os tecidos do corpo durante toda a vida, com exceção do tecido ósseo. Após a adolescência o ossos não crescem mais no sentido longitudinal, mas podem ficar mais espessos com o estímulo do hormônio com o passar dos anos. As modificações de ordem fisiológica que o GH consegue provocar no organismo são interessantes, principalmente para quem pratica musculação:

  • Maior síntese de proteínas: o GH é capaz de aumentar a síntese de RNA que é o responsável pela produção de aminoácidos em âmbito celular. Ele também consegue facilitar a passagem dos aminoácidos através da membrana plasmática o que ajuda a ter uma maior quantidade de proteínas circulantes evitando o catabolismo.
  • Aumentam a liberação dos ácidos graxos: ácidos graxos são gorduras que naturalmente são utilizadas pelo organismo como fonte de energia. O GH promoverá um aumento na quebra dessa substância para que haja energia suficiente afim de promover o crescimento dos tecidos.
  • Mais glicogênio: como o GH utiliza a gordura como fonte de energia, o glicogênio será poupado e o organismo produzirá maior quantidade de glicogênio. Isso é muito importante, pois assim o músculo sempre terá reserva energética suficiente para um treino mais intenso.

Não deixe de ler nassa matéria sobre os efeitos da Albumina.

Saiba tudo o que precisa sobre o hormônio GH

Por causa de todos esses benefícios é que o GH é tão importante para quem quer, ao mesmo tempo, ganhar massa muscular e perder gordura. Duas coisas são indispensáveis para obter boas quantidades de GH circulante: boa alimentação e exercícios físicos intensos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *