Você conhece os benefícios do xylitol?

U Fabíola Cunha    t 12 de setembro de 2017


Com esse nome estranho, os benefícios do xylitol podem passar despercebidos. Mas essa substância é um adoçante natural que pode ser encontrado nas fibras de muitas plantas. Entre elas, o milho, ameixa e framboesa.

benefícios do xylitol

Um de seus maiores benefícios é possuir 40% calorias em relação ao açúcar comum. Em seu uso e apresentação, não é necessário nenhum tipo de conservante.

Como ele não sofre o processo de fermentação, é ideal para uso sem causar cáries como os açúcares comuns. Nesse sentido, possui uma ação de inibição das bactérias no trato respiratório e cavidade bucal. Isso ajuda a prevenir resfriados, sinusites, infecções respiratórias.

O que o xylitol fornece?

Em média, o xylitol contém em cada porção de 5 g (equivalente a uma colher de chá), cerca de 13 calorias e 3,25g de carboidratos.

Como usar o produto?

O xylitol pode ser usado para adoçar alimentos e bebidas, como um substituto do açúcar. Deve-se manter a embalagem sempre fechada.

Para conservar este produto, mantenha-o longe da luz, umidade e calor excessivo e longe do alcance de crianças.

Depois de aberto, deve-se consumir preferencialmente em cerca de 30 dias. Não consumir este produto caso o lacre de segurança esteja rompido.

Benefícios do xylitol

benefícios do xylitol

O xylitol oferece toda a doçura que as pessoas procuram para deixar bebidas, sucos, doces, cafés, capucinos, etc. ainda mais saborosos. E faz isso sem os malefícios do açúcar comum.

Ele é capaz de substituir a sacarose com o mesmo sabor e poder de adoçar. Porém, sem aditivos químicos preocupantes encontrados nos adoçantes, por exemplo.

Ele é produzido a partir da hemicelulose xylan e também de outras madeiras de várias árvores. Ele possui 40% menos calorias em relação ao açúcar.

Outro fator super vantajoso é que ele tem poder anti-cariogênico. Ou seja, inibe o surgimento de cáries, que são tão associadas ao consumo de açúcar.

benefícios do xylitol

Isso porque as bactérias que dão origem às cáries não conseguem metabolizar o xylitol e acabam não se desenvolvendo na cavidade bucal.

Ele é muito bem tolerado por diabéticos, pois não é dependente do hormônio insulina. É absorvido lentamente e não causa picos de insulina nem alterações bruscas nos níveis de glicose.

Continuando no tema, veja nossa matéria e descubra se você sabe quanto açúcar há nas frutas que consome?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *