Óleo de canola: do smoothie à salada para combater gordura abdominal

U Fabíola Cunha    t 28 de novembro de 2016


Os smoothies chegaram para ficar como opção saudável de bebida refrescante. Feitos com ingredientes congelados ou bem gelados, ele tem uma consistência mais cremosa, parecida com a de um milkshake.

canola

As pessoas que consomem essa bebida ideal para o calor dificilmente pensaram em acrescentar o seguinte ingrediente à mistura: óleo de canola.

canola

Porém, uma pesquisa recente comprovou que adicionar um pouco do ingrediente ao smoothie ajuda na perda de peso. A pesquisa foi publicada na revista Obesity e realizada por cientistas da Universidade Penn State, nos Estados Unidos.

Os 101 participantes tiveram que seguir uma dieta rica em um dos cinco óleos vegetais: milho/cártamo; linho/cártamo e três tipos de óleo de canola (um normal e dois com alta concentração de ácido óleico e DHA)
por quatro semanas.

Depois desse período, eles comeram normalmente por quatro semanas antes de começar uma dieta com foco em um tipo diferente de óleo.

canola

Os pesquisadores registraram que a gordura abdominal era quase 115 g menor naqueles que estava ingerindo canola e alta concentração de ácido oleico (com a maior concentração de gorduras monoinsaturadas saudáveis).

Quando os mesmos participantes passaram quatro semanas com óleo de linho e óleo de cártamo, perderam muito menos gordura abdominal. O mesmo vale para as outras combinações apresentadas.

canola

É preciso observar que todos os participantes já tinham acúmulo de gordura abdominal, por isso a dieta trouxe mudanças bastante notáveis. Para pessoas que não possuem acúmulo de gordura abdominal, as perdas podem ser mais discretas.

Essa pesquisa é uma boa notícias não apenas para quem quer fechar o botão daquele jeans esquecido no armário, mas também para quem precisa muito diminuir a gordura visceral – em excesso é um risco para a saúde cardíaca e ligada à síndrome metabólica e diabetes.

canola

Embora não seja possível “mirar” uma área do corpo para a perda de peso, os ácidos graxos monoinsaturados no óleo de canola parecem preferir a gordura abdominal para fazê-la diminuir. Por isso a indicação é aumentar o consumo de óleo de canola tanto em pratos tradicionais, como batatas sauté e tortas, quando em molhos para saladas e smoothies.

Isso dito, se você está querendo diminuir sua gordura abdominal, aumentar um pouco o consumo de óleo de canola pode ser uma boa pedida. Apenas fique atento para que o item não ultrapasse sua recomendação calória diária.


Deixe uma resposta